Projeto História Oral das Comunidades Pesqueiras de Laguna/SC: Santa Marta Pequena e Canto da Lagoa.

18.09.2014

Projeto História Oral das Comunidades Pesqueiras de Laguna – SC: Santa Marta Pequena e Canto da Lagoa.

 

O projeto é desenvolvido pela Prof. Renata Rogowski Pozzo com os alunos da disciplina de Introdução à Sociologia, do curso de Engenharia da Pesca do CERES/UDESC. Compreende atividades sistemáticas de observação, registro fotográfico e entrevistas acerca da história e do cotidiano destas comunidades pesqueiras da cidade de Laguna.

O objetivo do trabalho é exercitar o pensar e o fazer sociológico entre os alunos e desvendar traços da história das comunidades pesqueiras tradicionais de Laguna, com foco na história da formação destas e seus conflitos com a expansão urbana, a modernização da pesca e a atividade turística na cidade.
 

Podemos indicar como questão norteadora da pesquisa a seguinte: Como as comunidades pesqueiras tradicionais colocam-se diante do processo histórico de modernização da sociedade lagunense?

As comunidades elencadas foram Santa Marta Pequena e o Canto da Lagoa, localizadas na região da cidade conhecida como Ilha de Laguna. Com o desenvolvimento urbano da região impulsionado pela construção e atual pavimentação da rodovia Interpraias (ligação com o Farol de Santa Marta), nota-se uma progressiva perda das terras por parte dos pescadores tradicionais da área.

O que é história oral?

A história oral é uma metodologia de pesquisa utilizada por diversas ciências sociais (história, antropologia, sociologia, psicologia) que consiste em realizar entrevistas com sujeitos e possui o objetivo de registrar acontecimentos, histórias, modos de vida e costumes de uma comunidade. A entrevista é assumida como uma importante fonte de pesquisa, que é complementada por práticas de pesquisa teórica, documental, registro fotográfico e observações de campo.

No projeto, trabalharemos com um a chamada entrevista intensiva, que visa aprofundar o conteúdo das informações recolhidas na etapa anterior. Em entrevistas deste tipo utiliza-se um questionário não-diretivo, não estruturado pergunta a pergunta, mas por temas centrais e questões abertas. É um tipo de conversação aprofundada que se desenvolve livremente, na qual o investigador esforça-se para que o entrevistado libere toda sua experiência pessoal sobre o problema que lhe é apresentado. Portanto, é realizada com uma amostra muito pequena de membros da comunidade, porém examinados com profundidade.

 

Nesta seção da Revista Canteiro, serão publicadas periodicamente entrevistas realizadas com pescadores e pescadoras tradicionais de Laguna.

 

SANTA MARTA PEQUENA

ENTREVISTA 1: DONA DORVALINA (Autores: Bruno Neves, Carlos Coutinho, Juliano Vilke, Marina Ferrante)

ENTREVISTA 2: SERAFIM (Autoras: Elena Abreu, Renata Tolentino)

ENTREVISTA 3: IVONETE E JOSÉ (Autoras: Carolina dos Santos Machado, Tamires da Rosa)

 

CANTO DA LAGOA

ENTREVISTA 1: DONA NILDA (Autoras: Jeniffer de L. Meirelles, Luanna M. M. Feliciano, Micaella Zelindro)

 

CIGANA

ENTREVISTA 1: NILTON (Autores: Gabriela Aparecida Machado Mendes, Kamille Nunes do Nascimento, Leonardo Batista de Souza)

ENTREVISTA 2: JOÃO BATISTA (Autores: Natanael da Silva, Marcos Felipe, Thales Miura, Guilherme Ito)

ENTREVISTA 3: TEREZINHA(Autoras: Debora da Silva, Larissa Viana Costa, Maria Patrícia, Monique Fernandes)

 

Please reload

1/3

Richard Hugh Bente - A questão do espaço urbano e as discrepâncias das políticas urbanas.

1/1
Please reload

Capitalismo, a love story.

1/2
Please reload

© 2014 REVISTA CANTEIRO   |   DIREITOS RESERVADOS  |  AS INFORMAÇÕES SÃO DE RESPONSABILIDADE DOS AUTORES

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now